Meus queridos companheiros

Pesquise Tudo no Blog

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Um Suposto Médico no SUS, Abram Seus Olhos!!


Fui a uma Clínica que atende pelo SUS, verificar o atendimento de um médico, este estava atendendo pacientes na sua maioria idosos, o mesmo era supostamente um Ortopedista.
A Casa de Repouso e Clínica Fica no Bairro de Brotas em Salvador - BA.
Chegando lá, já comecei observar os danos que vemos todos os dias nas mídias, falou em hospitais públicos, falou em decadência desde o atendimento de alguns profissionais até a consulta com o médico.
Descobri que para marcar a consulta agora é pela internet, o que achei ótimo, aí junto com a requisição que já conhecemos àquele papel que vem com nome, endereço número de identidade, motivo da solicitação, carimbo, lembram? Pois é, além deste vem um canhoto. Daí você vai até o local que sai impresso no canhoto, já com o nome do médico e com o horário que deve estar lá. No caso 07h00min da manhã.
Beleza!! Aí começa o drama. Já havia gente lá aos montes.
Uma fila, claro, elas fazem parte do nosso dia-a-dia, por que ia faltar logo ali, ninguém te avisa nada e não existe nada te indicando coisa nenhuma, placas, etc. Aí o jeito é driblar a galerinha e tentar chegar até o atendente pedindo a Deus para o mesmo ser gente boa e responder sua dúvida com paciência. Era um rapaz, até educado, ainda bem, perguntei onde eu marcava o médico, aí eu mostrei um canhotinho de uma senhora que estava perdidinha (como as outras) e ele me deu uma ficha com o nome do especialista em questão com o número 10, e disse: volte para a fila e aguarde. Eu notei que a fila demorava a sair do lugar por q ele preenchia as fichas à mão, céus. Ali ficamos nós, chegavam pessoas também perdidas, e eu servi de funcionária, comecei a indicar o que até então sabia (dava informações). Tem que pegar uma ficha e voltar para fila.
Quando finalmente chegou minha hora, apresentei o documento e a requisição, mas o cartão do SUS da pessoa e ele fez a fichinha. Disse: Agora é só aguardar. Não me disse, onde chamariam, onde eu deveria aguardar. Em fim, vi numa porta escrito, ORTOPEDISTA, falei com o pessoal que já tinha ficha e ficamos todos ali perto, claro, devia ser ali, sei lá. Fiquei observando.
Aproveitei para escutar historinhas do SUS, ouvia pessoas perdidas perguntando, onde chama para preventivos? Onde chama para ortopedista, aí uma senhora que já frequentava a mais tempo disse, chama ali naquela porta. Justamente onde imaginei. Meu alvo era o médico em questão, mas não tem como passar despercebido com outras coisas ali dentro.
O local de Fisioterapia fica no primeiro andar, duas curtidas de escada, pense aí. Uma atendente ignorante que quando perguntada de algo, respondia com empáfia como se fosse a dona do pedaço. Só que não!!! E um lance eu diria de sacana logo após colocarem as fichas das pessoas na sala do médico que não chegava, eu notava que volta e meia chagavam mais fichas e eles as colocavam entre as outras. Não era para serem postas em baixo das de quem chegou primeiro? Quem era 1 passa a ser 2, quem era 10 passa a ser 13, quem era 20 passa a ser 30, e por aí vai.
Diante daquilo tudo, chega o médico, confesso que eu ri muito depois de tudo, não sei se era ele mesmo ou se era um teletubbie vestido de branco. O senhor chegou andando tão devagar que parecia estar bêbado, com um semblante de cansado que fazia medo e grávido de sete meses. Já eram 09h00min da manhã. E mais, descobri que era outro e não o que estava descrito no canhotinho.
Entrou em sua sala, sentou e não levantou mais, de lá mesmo ele quase sem voz, falava os nomes. Os pacientes nervosos querendo adivinhar de quem era o nome, se aproximaram da porta, e elas mesmas gritavam. Nem bem entravam, já estavam saindo, com suas requisições e receitas em mão. Uai, ele é rápido!!!! Isso não é um bom sinal, eu estava doida para entrar.
Eis que aparece a atendente ignorante não fiquem aí, o médico já começou a chamar prestem atenção!! Ri alto nesta hora, pois que o homem sequer levantava e por mais que àqueles idosos pudessem escutar, não daria.
Em fim, sempre que se abria a porta o próprio paciente que saia chamava o próximo, a pedido do cidadão. Lá sentado.
Até que chegou a vez da senhora que eu estava do lado e pedi para entrar, fiquei olhando para nós duas, com cara de quem comeu ovo podre, perguntou baixinho: O que é?
Ela respondeu o que tinha. Então ele sem dizer nada escreveu e quando terminou disse: Vou te encaminhar para a fisioterapia, depois uma receita e disse: Este é um remédio prá você. Aí eu achando estranho, pois sei que procedimentos médicos não são àqueles, perguntei de “araque”, até por se tratar de uma idosa: Ela não precisa de nenhum exame ou cálcio? Ele disse: não, não precisa. E pronto, agradecemos e saímos. Foi tudo muito rápido, ele ainda sentado lá continuou chamando suas vítimas.
Antes de entrar, uma das vítimas dele, me disse, àquele médico ali, trabalhava numa clínica, ele nem examinava os pacientes, fui atendida por ele e ele nem levanta para saber o que você tem realmente.  
Ao sair, fiquei observando outro fato, agora com algumas pessoas podres eu diria, comendo e jogando o lixo ali mesmo, no banco e no chão, e devo dizer que o local era limpo e arejado, o que me deixou feliz, mas as pessoas vendo o lixo pertinho delas, não respeitavam isto. No meio disso tudo, algo de bom, foi a limpeza. Àquele lixinho trazia, moscas e formigas para dentro do local. Guardanapos e copos descartáveis, poxa, nem encontrando o local limpo e tendo uma lixeira por perto, as pessoas se orientam?
Ahhh, já ia me esquecendo, o telefone, só toca ninguém atende e ele fica perto da área de limpeza. Não serve para nada. Daí vem à resposta do por que ligar e nunca conseguir informações através dele. Não tem ninguém por perto, hora bolas!!!
Curiosa, perguntei, onde ia ser feito a fisioterapia, pois todos eram encaminhados prá lá. Fui até a atendente ignorante e a chamei de flor, rsrsrs, ela gostou, e me tratou bem, mas a informação foi de lenhar. Ela me disse, vá ao posto e marque. Eu fiquei meio duvidosa, posto? Eu hein, perguntei a outro rapaz ele me falou em qualquer posto de saúde a senhora vai e marca a fisioterapia, lá vão indicar o local que será feito. Aí entendi. Rsrsrs. Ainda tem mais essa. Nada é feito lá mesmo. Mas o que esperar de um local que ainda se faz fichas à mão.
Saí dali, não muito surpresa, por que eu já sabia que coisa boa eu não iria ver, mas faço a ressalva ainda pela limpeza, e só.
Digo uma coisa como profissional de Assistência Social que quem for nestes médicos, procurem outros, ouçam a opinião de outros profissionais, eu confesso, tenho medo de tomar um remédio receitado por um homem como este. Se quando somos examinados à erros, imaginem desta forma. Infelizmente existem pessoas que não podem recorrer aos particulares, que também tem seus erros graves e eu já vivi isso. Mas é bom não se ater somente a uma opinião.
SUS era para ser melhor que hospital particular, no mais alto padrão. O sistema de saúde mais invejado por ser completo e lindo. Mas... Espero não ter que lutar sozinha. E poder dizer, POR ENQUANTO,  é só no papel.

Não pude colocar as imagens à pedido de algumas pessoas, mas relatei com o máximo de detalhes, porém, ainda devo conseguir uma autorização, para ao menos algumas fotos que tirei.


Imagem: Internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá amigo(a),
comente sobre este texto, sua opinião é muito importante para nós.
Abraços apertados!

Visitantes Recentes

Enquanto houver Jesus no coração, haverá Sorrisos, palavras de Carinho, gestos de Amor, Solidariedade e Respeito. Assim, sempre existirá o Natal.

cópias somente com autorização do autor

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test

Categorias