Meus queridos companheiros

Pesquise Tudo no Blog

domingo, 31 de outubro de 2010

Importância dos Exercícios Físicos Para o Corpo Humano

Seja qual for o seu estilo de vida, lembre-se que uma alimentação saudável é sempre mais eficiente quando você acrescenta a ela exercícios físicos. Porque os dois andam juntos e você anda melhor se mantiver uma rotina de atividades que só trazem benefícios tanto ao corpo como à alma.

Você dorme melhor e acorda mais disposto, e seu adquire um equilíbrio no metabolismo que ajuda a manter o peso ideal. Mas nunca comece uma atividade física sem antes consultar um médico ou especialista, o risco de prejudicar sua saúde por praticar movimentos inadequados é muito sério e pode inverter todo o benefício que o esporte em geral deveria proporcionar, quebrando a rotina estressante que prende a maioria das pessoas. Procure manter uma constância nos exercícios. Atletas de fim de semana seus objetivos e além de ineficaz.
O ideal é um mínimo de 3 vezes por semana com 30 minutos a uma hora de treino.
Atividades aeróbicas como caminhadas e corridas leves natação, hidroginástica e dança fazem bem para os pulmões, para o coração, para os músculos e ainda ajudam a queimar o excesso de gordura do corpo.
Atividades de médio e alto impacto como caminhadas e corridas puxadas, ginástica localizada, musculação, tênis, ciclismo, futebol e basquete trazem  todos os benefícios citados acima e também previnem o enfraquecimento dos ossos e preservam a flexibilidade das articulações.
Mas todas elas devem ser feitas acompanhadas por um profissional da área.
E seja qual for a modalidade esportiva que você escolher, nunca se esqueça de fazer alongamento antes e depois dos exercícios.


Fonte: Lista Editel
Imagem: Cyberdiet.terra



Cinco Razões Para Puxar Ferro



       1Sentir-se forte no primeiro treino de musculação

Os músculos ficam inchados pelo esforço físico, que aumenta a concentração sanguínea na região. Mas depois de meia hora a musculatura volta ao normal. Quanto ao resultado verdadeiro, ele aparece após dois meses, malhando três vezes por semana. O corpo fica durinho.

   2 - Queimar mais calorias enquanto descansa

Ao contrário da aeróbica, a ginástica com peso faz com que o organismo continue gastando energia mesmo durante o repouso. Isso porque ele precisa trabalhar na recuperação das fibras do músculo, que sofreram um pequeno rompimento durante a atividade física.

3 - Ganhar uma silhueta com contornos mais femininos

Como exercícios são bem localizados e trabalham intensamente cada parte isolada do corpo, suas ervas acabam ficando muito mais acentuadas e definidas.

   4 - Ter ossos resistentes e saudáveis

Puxar ferro beneficia as articulações e favorece também a estrutura óssea. Assim, se você sofrer qualquer coisa, a recuperação vai ocorrer mais rapidamente.

5-      Ter muito mais força para executar tarefas corriqueiras.

Se tudo isso for acompanhado de um bom profissional de Educação Física o resultado é muito melhor e mais seguro.

 Imagens: Icb.org.br; Clube de campo piracicaba; g1.globo.com

sábado, 30 de outubro de 2010

Transtornos de Ansiedade


Preocupar-se e ficar ansioso é uma reação normal e necessária para a boa adaptação à sociedade e ao ambiente.
Quando a ansiedade é excessiva e inadequada, compromete as idéias que um indivíduo tem a respeito de si mesmo, sobre o ambiente ao seu redor e constituirá uma doença.
É freqüente atribuir as doenças psiquiátricas a uma falta de “força” ou de “caráter”. Não se trata disso. Existem as reações normais e esperadas e as anormais, que quando consideradas doenças, demandam tratamento específico.
A ansiedade pode estar presente em diversas doenças, como depressão, hipertireoidismo e abuso de cafeína. Há um grupo de doenças no qual a ansiedade é o sintoma determinante. Existem características diferentes em cada uma das doenças deste grupo, os transtornos de ansiedade

·         Agorafobia
·         Ataque de Pânico (AP)
·         Transtorno do Pânico (TP) com e sem agorafobia
·         Fobia específica
·         Transtorno de ansiedade social (TAS) ou fobia social
·         Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)
·         Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT)
·         Transtorno de estresse agudo
·         Transtorno de ansiedade generalizada (TAG)
·         Transtorno de ansiedade devido a uma condição médica geral
·         Transtorno de ansiedade induzido por substância

Como os indivíduos com transtornos de ansiedade podem tentar se tratar por conta própria é comum a associação com o abuso de substâncias, principalmente com o álcool. Substâncias ilícitas como a maconha e a cocaína também são utilizadas com essa finalidade.
Converse com o médico sobre isso.


Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria
Imagem: Internet


Ansiedade - Transtorno de Ansiedade Generalizada

A característica essencial do Transtorno de Ansiedade Generalizada é a existência de ansiedade ou preocupação excessivas, de difícil controle, relacionadas a diversos eventos ou atividades, na maioria dos dias, por pelo menos 6 meses. São acompanhadas de pelo menos três dos sintomas abaixo:

·         Inquietação
·         Cansaço excessivo
·         Dificuldade de concentração
·         Irritabilidade
·         Tensão muscular
·         Alterações do sono

A intensidade, duração ou freqüência da ansiedade ou preocupação são claramente desproporcionais ao evento temido. Nem sempre há a percepção da inadequação, apesar de existir a dificuldade em parar de se preocupar. Há a excessiva preocupação com circunstâncias cotidianas e rotineiras, tais como responsabilidades no emprego, finanças, saúde da família, ou com questões menores, como tarefas domésticas ou consertos no automóvel. Os focos das preocupações podem mudar ao longo do tempo.

Sintomas depressivos e sintomas físicos, como tremores, dores musculares, mão frias, boca seca, suor aumentado, enjôo, diarréia, aumento da freqüência urinária, dificuldade para engolir ou sensação de “nó na garganta” em uma resposta de sobressalto exagerada estão comumente associados.
O TAG pode ocorrer ao mesmo tempo que outras doenças. É diagnosticado mais em mulheres (55-60%) do que em homens.

A ansiedade ou nervosismo começa na infância ou adolescência em mais da metade dos pacientes que buscam tratamento. A evolução da doença é crônica – mas oscila muito e freqüentemente piora durante os períodos onde há muitas mudanças e exigências.


Fonte:Associação Brasileira de Psiquiatria
Imagem: Blig.ig 


Ansiedade - Trasntorno de Ansiedade Social

A característica essencial do Transtorno de Ansiedade Social é um medo acentuado e persistente de situações sociais ou de desempenho, nas quais o indivíduo sente-se muito constrangido. A exposição a situação social ou de desempenho provoca, na maioria dos casos, uma resposta imediata de ansiedade.

As pessoas com TAS percebem que seu medo é excessivo ou irracional. É comum que a situação social ou de desempenho seja evitada, embora às vezes seja suportada com grande sofrimento e irá interferir significativamente na rotina diária, no trabalho ou na vida social.

O medo de sentir um intenso constrangimento pode estar relacionado a diversas ações ou situações, como falar, comer, beber, ou escrever em público, o que fará com que o indivíduo as evite.
Sintomas de ansiedade com palpitações, tremores, suor excessivo, desconforto no estômago ou intestino, diarréia, tensão muscular, rubor facial e confusão estão comumente presentes e, em alguns casos, esses sintomas podem ser idênticos a um AP. também estão relacionados ao TAS: pouca tolerância a críticas, avaliações negativas ou rejeição, dificuldade em ser afirmativo e baixa auto estima ou sentimento de inferioridade.

O transtorno parece ser igualmente comum em homens e mulheres.

O TAS tipicamente se inicia em uma fase intermediária da adolescência, às vezes após uma história de inibição social ou timidez na infância. Alguns indivíduos relatam um início em uma fase precoce da infância. O início pode ocorrer abruptamente após uma experiência estressante ou humilhante, ou pode ser lento e progressivo. A gravidade dos comprometimentos pode oscilar de acordo com as exigências da vida.

 Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria
Imagens: Internet 

Ansiedade - Transtorno do Pânico


A característica essencial do Transtorno do Pânico é a presença de Ataques de Pânico (AP) recorrentes e inesperados, de freqüência e intensidade variáveis, seguidos por ao menos um mês de preocupação persistente de ter outro AP, com suas possíveis conseqüências, ou de uma alteração significativa de comportamento.
Os AP podem estar presentes em diversas doenças e podem ser de três tipos:
Inesperados, ligados a situações e predispostos por situações.

No TP, os AP são caracteristicamente inesperados e, em poucos casos, predispostos por situações. Existem também sentimentos constantes ou intermitentes de ansiedade não focalizada sobre qualquer situação ou evento específico. AP noturnos, que despertam o indivíduo, são característicos do TP.

O AP é caracterizado por um período de intenso temor ou desconforto, no qual quatro ou mais dos sintomas abaixo ocorrem abruptamente, e alcançam um pico em aproximadamente dez minutos:

·         Coração acelerado
·         Suor aumentado
·         Tremores ou abalos
·         Sensação de falta de ar, sufocamento ou asfixia
·         Dor ou desconforto no peito
·         Náusea ou desconforto na barriga
·         Sensação de tontura, instabilidade, vertigem ou desmaio
·         Sensações de irrealidade, de estar se distanciando de si mesmo
·         Medo de perder o controle ou enlouquecer
·         Medo de morrer
·         Parestesias (anestesia ou sensações de formigamento)
·         Calafrios ou ondas de calor

Indivíduos com PT temem que os sintomas signifiquem a presença de uma doença ameaçadora à vida, mesmo após a realização de diversos exames médicos. As preocupações com o próximo ataque e suas implicações freqüentemente estão associadas com o desenvolvimento de um comportamento de hesitação.

A depressão está muito associada ao TP. A idade de início para o TP é muito variável, geralmente entre o final da adolescência e os trinta anos. Um pequeno número de casos começa na infância, e o início após os 45 anos é incomum. A evolução é geralmente crônica, porém oscila muito. Isso varia de pessoa para pessoa.


Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria
Imagens: Internet

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Empreendedorismo

Para ser um empreendedor, não basta apenas realizar o sonho de abrir o próprio negócio. O conceito que está por traz disso, sem falar nas qualidades que caracterizam um verdadeiro empreendedor, vão além de um trabalho autônomo. É claro que ter um sonho hoje é um bom começo, mas saber onde se quer chagar, ou seja, a visão deste empreendimento, é mais importante ainda para manter a realidade no caminho. Afinal, quando não se sabe para onde vai, qualquer caminho que você ande aparecerá correto. Mas para o empreendedor não é assim, ele acredita no sonho, muitas vezes fora da realidade e contrário a todos os conselhos. Vislumbra uma era diferente que começa com ele. E está força de vontade é o que impulsiona a ir mais longe que a maioria, passando por obstáculos nem sempre previstos. Para esta pessoa, o possível ainda não foi apresentado, mas ela sabe que seria inviável alcançar tudo sozinha.

Então é preciso que você tome cuidado antes de jogar tudo para o alto e seguir seu caminho, como muita gente já fez, porque existe uma diferença grande entre empreender para auto-sobrevivência e empreendimento.

O primeiro é uma alternativa, muitas vezes saída ao desemprego, um efeito em vez de um ato. Na tentativa de por problemas atuais, você pode ser simplesmente trocar por problemas novos. Para isto não acontecer com você, preste atenção às dicas que selecionamos a seguir.

Fonte: SEBRAE
 Imagens: Internet

Poupança


Poupança é a parcela dos rendimentos que não foi consumida.


No Brasil, pouco a pouco, estamos adquirindo esse hábito benéfico. Gastar com moderação e economizar constitui um alvo muito importante, que toda família deve almejar. E muitas já são as pessoas – pais, jovens, crianças – que deixam de gastar em artigos supérfluos, para depositar seu dinheiro em Caderneta de Poupança ou empregá-lo em alguma coisa rendosa. Esses depósitos não ficam paralisados: ao depositante eles rendem juros e correção monetária mensais; ao Governo eles permitem formar recursos necessários aos programas econômicos e ao desenvolvimento nacional.
Essa nossa casa, podemos poupar assim:
- não gastando exageradamente materiais de limpeza.
- não deixando restos de comida no prato.
- desligando as luzes quando não há ninguém no aposento.
- consertando torneiras com defeito e que pingam água constantemente.
- evitando deixar rádio e televisão ligados sozinhos.
- não deixando a porta da geladeira aberta, etc.
Outro fator de economia á não deixar influenciar totalmente pela propaganda, moda e liquidações. Esses três itens envolvem de tal maneira as pessoas que, quando elas notam, já estão sobrecarregadas de objetos inúteis e crediários alarmantes.
Portanto, tome consciência disso tudo antes de comprar. Seja exigente e observador. Adquira o que lhe será realmente útil e prático.


Fonte: Lar & vida
Imagens: Internet



Crédito

Crédito significa confiança. Nos dias atuais usa-se muito vender a crédito, principalmente nos grandes estabelecimentos comerciais. A mercadoria é comprada para ser paga no futuro. Esse pagamento é feito em prestações mensais que devem variar de três a dez meses, ou até mais a depender da situação do cidadão. É preciso lembrar, no entanto, que, à medida que se aumenta o prazo do pagamento, aumenta também o prazo do pagamento, aumenta também o preço da mercadoria adquirida, devido aos juros e correção monetária que são automaticamente acrescidos às prestações.
Uma pessoa para ter crédito, precisa demonstrar que sabe assumir seus compromissos e que merece a confiança nela depositada.
O crédito representa a crença que uma pessoa tem em outra, de entregar-lhe dinheiro, mercadorias ou presta-lhes serviços sob a promessa de pagamento futuro.
Vantagens do crédito
- permite que a mercadoria desejada seja adquirida, quando dela se necessita.
- possibilita a resolução mais rápida de situações de emergência.
- oferece maiores oportunidades de planejamento de gastos, evitando desembolsar grandes quantias de uma só vez.
- permite que a pessoa usufrua de bens mas duráveis (televisão, casa, varro) mais rapidamente do que se ela fosse ajuntar primeiro todo o dinheiro necessário, para a compra desses bens.
- aponta os bons ou maus pagadores.
Desvantagens do crédito
- o crédito permite, muitas vezes, que o comerciante exagere nos acréscimos, o que nos passa desapercebido.
- algumas pessoas abusam do crédito, emitindo cheques sem fundos, não pagando seus credores o que resulta em desequilíbrio para ambas as partes.
- nas compras a crédito, pagamos sempre mais caro. Por isso, às vezes, compensa esperarmos um pouco mais para a aquisição de uma mercadoria do que comprá-la a prazo, mas por um preço exorbitante.
- o crédito leva as pessoas a se acostumarem com um padrão de vida mais elevado do que realmente possuem, porque elas passam a consumir bens desnecessários.
Conclusão: o crédito é muito importante, desde que usemos com cautela. Ele compromete o dinheiro que ainda não ganhamos. E com a crise econômica e o desemprego, é melhor lançar mão desse recurso somente nos casos mais necessários.

Imagem: Derio negro.com

Orçamento do Lar


Orçamento do lar é o cálculo provável das receitas e despesas de uma casa, durante um determinado período de tempo (mês, semestre, ano).

Importância
Calcular o que se tem para gastar o que se pode é de real importância. Evita dúvidas, gastos superfulos e cobradores à porta. E, o que é mais importante: esclarece a família em quais setores o dinheiro foi mais ou menos impregado e a quantia que poderá poupar, para suprir imprevistos.

Elementos
Os elementos essenciais de um orçamento, receita e despesa, incluem:

Receita: - salários da família – aposentadoria – outras rendas (aluguéis de imóveis, serviços extras, etc.)

Despesas: - fixas: moradia(aluguel, luz, gás, água, telefone)
- comuns: alimentos, bebidas, manutenção da casa, transporte, vestuário, saúde, etc.

Importantes: compras de eletrodomésticos, viagens férias

Imprevistas: doenças, acidentes, operações, consertos, troca prematura de um aparelho.


 Imagens: Internet

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Ainda Fumando?

 Existem adesivos, pílulas, sprays, inaladores e chicletes para ajudar a parar de fumar, mas eles não são eficazes para todos. Fatores como o peso podem influir na escolha do melhor produto, dezem médicos da Universidade de Pensilvânia e outras instituições. Eles compararam os efeitos de um adesivo e de um spray nasal de nicotina em 299 fumantes. Todos se submeteram a sessões de terapia e receberam o adesivo ou o spray durante oito semanas. O spray se mostrou mais eficaz para obesos ou para muito dependentes da nicotina, e o adesivo funcionou melhor para os que tinham peso normal ou menor grau de dependência. Tudo se resume à estrutura biológica e psicológica do fumante, explica a autora do estudo, a psicóloga Caryn Lerman. O adesivo libera pequenas quantidades de nicotina ao longo de horas, enquanto o spray emite um fluxo rápido. Fumantes muito dependentes podem preferir spray, diz Caryn, e a descarga de nicotina pode dar um prazer comparável ao que os obesos têm com a comida.

Fonte: Seleções Reader's Digest
Imagem: Internet

Você tem fobia ou mania?

Os elementos de origem grega - fobia e mania indicam comportamentos patológicos, associados a medo, aversão e impulso incontrolável. Conheça  alguns dos nomes dados a estas compulsões:
se você possui alguma delas procure um médico.



Agorafobia = Medo de espaços abertos;

Coreomania = Compulsão por dança;

Dromomania = Impulso incontrolável para perambular;

Fonofobia = Medo anormal de ruídos e sons;

Fotofobia = Aversão à luz;

Hematofobia = Aversão ao sangue;

Hidrofobia = Temor mórbido da água;

Lalomania = Loquacidade doentia;

Misofobia = Medo mórbido da sujeira;

Mitomania = Compulsão para mentir;

Neofobia = Aversão a qualquer novidade;

Oneomania = Compulsão para comprar;

Pirofobia = Horror ao fogo

Tafofobia = Medo de ser enterrado vivo;

Tanatofobia = Medo mórbido de morrer.


Fonte: Seleções reader's digest
Imagens: Internet

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Conheça seu corpo e obtenha bons resultados PARTE II

No campo dos métodos naturais a incontinência urinária pode ser tratada com banhos de assento quentes e frios ou com a aplicação de compressas alternadamente quentes e frias no abdome inferior e nas costas para melhorar a circulação local e tonificar os músculos. Os exercícios para reforçar os músculos da região pélvica também podem ajudar a recuperar o controle. É recomendada ainda uma dieta com poucas calorias, pois excesso de peso exerce pressão sobre a bexiga.


Chá de medronheiro também é indicado, pois este é um adstringente natural e provoca a contração dos tecidos.
Mergulhe 25 g de folhas em 1/5 litro de água e ferva por 15 minutos. Deixe esfriar, coe e beba à vontade.

Claro que sempre com acompanhamento médico.

Quem já sofre de incontinência, também pode levar uma vida normal e plena com a avançada linha de fraldas descartáveis que dão liberdade e tranqüilidade.
Existem modelos para o dia com formato anatômico e oferecem discrição e conforto. Para a noite, a novidade é que para longos períodos, são mais confortáveis às que não precisam de inúmeras trocas, então existem àquelas com gel e barreiras laterais antivazamentos que deixam a pele seca e saudável.

Existem muitos casos em que o exercício ameniza ou mesmo previne a incontinência urinária, o mais indicado neste caso é o exercício Kegel, visando fortalecer os músculos do pavimento pélvico.

Para maiores informações, consulte o seu médico.



Fonte: Seleções Reader’s Digest – Outubro de 2004
 Imagens: Internet

Conheça Seu Corpo e Obtenha Bons Resultados - Parte I

Entender o nosso corpo é um importante caminho para a prevenção e até mesmo a cura de diversos males. A incontinência urinária é um deles.
Nosso corpo é uma máquina mantida basicamente através da absorção dos nutrientes que vêm dos alimentos e o que não tem mais serventia é descartado.
O sistema urinário, junto com os pulmões, a pele e o intestino, eliminam esses resíduos e com isso, mantém o balanço químico e a quantidade de água ideais.

O sistema urinário também remove do sangue a uréia que, junto com água e outros resíduos forma urina. Através de movimentos constantes de contração e relaxamento, a urina é transportada dos rins, pelo ureter, até a bexiga urinária.
Os músculos chamados esfíncter ajudam a continência urinária impedindo a perda pela uretra. Quando urinamos, os músculos da bexiga se contraem, ocorrendo o relaxamento do esfíncter uretral e o esvaziamento pleno da bexiga. O esfíncter volta a se contrair e o enchimento da bexiga é novamente iniciado.

As alterações do funcionamento do sistema urinário podem ser causadas por diversos motivos:? perda da habilidade dos rins em remover os resíduos do sangue, desgaste dos músculos da bexiga, ureter e uretra ou problemas nos esfíncteres.



Fonte: Seleções Reader's Digest - Outubro 2004
Imagens: Internet

Visitantes Recentes

Enquanto houver Jesus no coração, haverá Sorrisos, palavras de Carinho, gestos de Amor, Solidariedade e Respeito. Assim, sempre existirá o Natal.

cópias somente com autorização do autor

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test

Categorias