Meus queridos companheiros

Pesquise Tudo no Blog

sábado, 30 de outubro de 2010

Ansiedade - Transtorno do Pânico


A característica essencial do Transtorno do Pânico é a presença de Ataques de Pânico (AP) recorrentes e inesperados, de freqüência e intensidade variáveis, seguidos por ao menos um mês de preocupação persistente de ter outro AP, com suas possíveis conseqüências, ou de uma alteração significativa de comportamento.
Os AP podem estar presentes em diversas doenças e podem ser de três tipos:
Inesperados, ligados a situações e predispostos por situações.

No TP, os AP são caracteristicamente inesperados e, em poucos casos, predispostos por situações. Existem também sentimentos constantes ou intermitentes de ansiedade não focalizada sobre qualquer situação ou evento específico. AP noturnos, que despertam o indivíduo, são característicos do TP.

O AP é caracterizado por um período de intenso temor ou desconforto, no qual quatro ou mais dos sintomas abaixo ocorrem abruptamente, e alcançam um pico em aproximadamente dez minutos:

·         Coração acelerado
·         Suor aumentado
·         Tremores ou abalos
·         Sensação de falta de ar, sufocamento ou asfixia
·         Dor ou desconforto no peito
·         Náusea ou desconforto na barriga
·         Sensação de tontura, instabilidade, vertigem ou desmaio
·         Sensações de irrealidade, de estar se distanciando de si mesmo
·         Medo de perder o controle ou enlouquecer
·         Medo de morrer
·         Parestesias (anestesia ou sensações de formigamento)
·         Calafrios ou ondas de calor

Indivíduos com PT temem que os sintomas signifiquem a presença de uma doença ameaçadora à vida, mesmo após a realização de diversos exames médicos. As preocupações com o próximo ataque e suas implicações freqüentemente estão associadas com o desenvolvimento de um comportamento de hesitação.

A depressão está muito associada ao TP. A idade de início para o TP é muito variável, geralmente entre o final da adolescência e os trinta anos. Um pequeno número de casos começa na infância, e o início após os 45 anos é incomum. A evolução é geralmente crônica, porém oscila muito. Isso varia de pessoa para pessoa.


Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria
Imagens: Internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá amigo(a),
comente sobre este texto, sua opinião é muito importante para nós.
Abraços apertados!

Visitantes Recentes

Enquanto houver Jesus no coração, haverá Sorrisos, palavras de Carinho, gestos de Amor, Solidariedade e Respeito. Assim, sempre existirá o Natal.

cópias somente com autorização do autor

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test

Categorias