Meus queridos companheiros

Pesquise Tudo no Blog

sábado, 17 de julho de 2010

Com o Poder nas Mãos, o Motorista Insensato

Fora do volante é um cidadão consciente de seus direitos. Critica as autoridades pela ineficácia do Sistema de Segurança e pelo descumprimento das leis, atribuindo-lhes, com exclusividade a responsabilidade relativa à falta de segurança que assola a sociedade, em sua maioria decorrente da impunidade e da falta de educação adequada. No que diz respeito à legislação de trânsito, exige que as normas sejam observadas. Faz protesto contra qualquer comportamento indisciplinado que contrarie as normas. Na rua onde reside não admite excesso de velocidade. Reivindicam dos órgãos de segurança as providências no sentido de proibir e reprimir os abusos.
No entanto quando assume a direção de um veículo, transforma-se totalmente. Sente-se o cidadão mais importante de todos. E faz questão disso. Agora é ele o Senhor Motorista possuidor de todas as más prerrogativas. Dentro do carro potente, procura se exibir de forma imprudente, que é um exímio condutor. A auto-reflexão deixa de existir no seu contexto. Ele é o único proprietário das vias. Acha-se perfeito. Quando comete erros atribui a outro a irresponsabilidade. Ignora o direito alheio, viola a legislação, está sempre apressado, mesmo sem motivo. Considera as sinalizações como simples ornamentos, posicionados ao longo dos logradouros. Transforma o seu veículo em arma. Atitude esta, totalmente contrária aos princípios básicos de segurança. Às vezes usando o prestígio decorrente de sua credibilidade em função de sua posição social, econômica ou política, agride de formas diversas, no intuito de criar uma situação que neutralize a aplicação da penalidade sofrida, procurando se ostentar como cidadão de elevado conceito, apesar de estar violando a legislação de trânsito.

Não é capaz de reconhecer o seu erro, de compreender que o interesse individual não pode prevalecer sobre o da coletividade.

"Segurança é dever do estado e responsabilidade de todos."




Foto: Internet; minhas fotos 

6 comentários:

  1. Este é um problema mundial, tanto que a Disney tem um desenho sobre este tema.
    Você se lembra do Pateta motorista, um cidadão bom, pacato, solicito, que quando entra em um automóvel se torna-se uma pessoa rude, nervosa, egoísta?
    Pois é, este não é um problema de educação do Brasil, e sim mundial, o que não nos torna isento de culpa.
    Para solucionar este problema tem de ir na raiz, ou seja, os testes para emissão da CNH devem ser muito mais rigorosos, e sérios, com exames psicológicos inclusive.
    abçs.

    ResponderExcluir
  2. Olá josé Antônio, você tem razão quando diz que este é um problema mundial. Aqui em nosso país, que é onde vivemos, parece que só a chamada "educação para o trânsito" não está resolvendo, é realmente preciso e urgente que ela seja revista.

    Muito obrigada por sua presença e comentário pertinente.

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  3. Dani,muito pertinente seu post,algumas pessoas quando adentram seus carros se transformam,parecem outro ser.Se sentem destemidos e donos da rua;se esquecendo que a imprudência pode causar acidentes ou até a morte.
    Bjos minha linda.

    ResponderExcluir
  4. nossa e como tem motoristas deste genero
    é muita inresponsabilidade
    tem gente q acha q estar dirigindo um carro é como jogar video game
    bjim guriaa

    ResponderExcluir
  5. Oi minha Ceci,
    Enquanto eu morro de medo quando estou no meu, outros se acham no direito de me assustar mais ainda, fazendo manobras para ele e para mim também.

    Um beijo em você!!!

    Obrigada e apareça mais vezes para tomar-mos um chá. kkkkkkk!!!

    ResponderExcluir
  6. É isso mesmo Juci, parecem estar jogando e com a vida das pessoas.

    Obrigada minha linda, por seu valioso comentário.

    Bjinhos.

    ResponderExcluir

Olá amigo(a),
comente sobre este texto, sua opinião é muito importante para nós.
Abraços apertados!

Visitantes Recentes

Enquanto houver Jesus no coração, haverá Sorrisos, palavras de Carinho, gestos de Amor, Solidariedade e Respeito. Assim, sempre existirá o Natal.

cópias somente com autorização do autor

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test

Categorias