Meus queridos companheiros

Pesquise Tudo no Blog

terça-feira, 20 de abril de 2010

Preconceito


Até onde vamos com os nossos preconceitos?
Somos um país de várias raças, religiões, e costumes. No entanto ainda não temos a mínima noção do significado de respeito. Jamais me esquecerei de uma frase dita na mídia que me chocou até hoje.
Eram três mulheres conversando, uma delas era negra. as outras duas, se de pele branco se referiu a mulher negra da seguinte forma: Nossa! Como é linda, já pensou isso em branco? que pena que nasceu assim. A mulher negra se retirou dizendo simplesmente que não esperava isso de suas amigas.
Eu fiquei estarrecida, não com o comentário por que estes existem e não são poucos, mas de onde partiu. Se você for negra, mulher, nordestina, deficiente físico, gordinha, idoso e tiver AIDS meu Deus é o fim do mundo para quem vive nele com esses requisitos. A falta de respeito é muito maior do que as que acabei de enumerar nós, não só os brasileiros mas todo o mundo estão muito atrasados. Negro e índio na faculdade? Cotas neles mesmo que tenham capacidade tanto ou mais que uma pele branca. Digo pele branca porque acredito ser branco aquele que vem de um país onde só a os classificados como brancos, aqui misturou, herdou só a pele. Melhorou pouco, precisamos melhorar anos luz. Não me esqueci de estudantes que tentaram entrar na faculdade com as cotas e não conseguiram mesmo sendo aprovados no vestibular e ficando nos primeiros lugares, por não haver mais vagas. Admito que as cotas fizeram com que muitos negros entrassem na faculdade, claro. Mas o que cria o impasse é: será que vai ser sempre assim? As cotas serão sempre nossas aliadas a entrar num curso superior?
Isso é realmente terrível, ser julgada por cotas e não por mérito como os outros.
Precisamos evoluir!

Dani

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá amigo(a),
comente sobre este texto, sua opinião é muito importante para nós.
Abraços apertados!

Visitantes Recentes

Enquanto houver Jesus no coração, haverá Sorrisos, palavras de Carinho, gestos de Amor, Solidariedade e Respeito. Assim, sempre existirá o Natal.

cópias somente com autorização do autor

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test

Categorias